Há cá talento e do bom

Carefully crafted in 19 Mar 2008

![](/assets/ha-ca-talento-e-do-bom-1.jpg “”)

Na semana passada fui fazer uma pequena apresentação sobre a empresa à XV Semana Informática do IST. A coisa acho que correu bem apesar de ter sido um pouco chapa 5 com uns twists, um misto de negócio e tecnologia. Mas o que realmente me surpreendeu foi o envolvimento da audiência, na sua maior parte alunos finalistas, pela forma como compareceram e fizeram perguntas no fim. Muito agradável.

Mas voltando ao tema, conheci 2 ou 3 alunos com quem troquei umas palavras e um deles, o António Afonso, que está a terminar um mestrado em “Mash-ups” e com quem tive já a oportunidade de trazer ao SAPO e conversar melhor, mostrou-me algo realmente fora do vulgar, algo do calibre “wow”.

O que ele fez, pasmem-se, foi um interpretador de AGI (uma plataforma de jogos de aventura utilizada pela empresa Sierra nos anos 80, em que corriam clássicos como o Leisure Suit Larry ou o King’s Quest) escrito inteiramente em Javascript, e que funciona impecável em todos os browsers modernos e até (quase, não fosse o problema do teclado) no Safari do iPhone.

Ora, não só eu sou um saudosista de tudo o que é retro-gaming como adoro hacking em geral e aplicações ricas browser-based. Escusado será dizer que isto me bateu. E o nosso mestre residente de .js (que agora é uma estrela porn) concordará comigo.

Enough. Carreguem aqui e babem-se e diga-me lá se sou só eu.

Comments

comments powered by Disqus