“Cybercobardia”

Carefully crafted in 29 Oct 2006

Hoje no Expresso, esse DVD semanal com jornal, deparei-me com um artigo do Miguel Sousa Tavares que me deixou perplexo. Perplexo não pela ignorância e falta de visão que o dito tem sobre a Internet, isso seria infeliz mas normal, mas sim pelas declarações que ousou fazer sobre uma área mal conheçe, como ele próprio comeca por admitir.

Eu até entendo, depois de ler isto, que ele se sinta revoltado, irritado, mas uma pessoa tão destacada como o mencionado ilustre devia ter mais cuidado com o que diz e não escrever uma coisa destas a quente, só porque se sente lesado, porque teve um azar.

O artigo está carregado de emoção e de uma mão cheia de adjectivos que fazem da Internet uma ameaça à sociedade e um perigo para qualquer pessoa decente. Refere-se especificamente aos Blogs e reduz a comunidade de Bloggers a “irresponsáveis”, “cobardes”, “invejosos” e “manipuladores” entre mais. E depois dispara noutra direcção e acusa os jornalistas tradicionais (se é que tal definição existe) de credibilizarem os Blogs e de usarem as suas difamações na verdadeira imprensa acreditada, a do papel.

O papel que a Internet e as novas tecnologias têm hoje na sociedade é tal e de tão grande importância para o futuro que arrisco dizer que irresponsável e egoísta parece ser o Sr. MST, aqui fica com frontalidade. Assinado, Celso Martinho.

Comments

comments powered by Disqus